GLOSSÁRIO LOGÍSTICO (A)

| A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z |

ABASTECIMENTO DIRETO (DIRECT SUPPLY)
É um canal de distribuição com a ausência de intermediários entre o produtor e o consumidor, no qual o produtor assume as responsabilidades que normalmente são funções de um intermediário.

ABASTECIMENTO INTEGRADO (INTEGRATED SUPPLY)
É uma aliança ou um compromisso a longo prazo entre duas ou mais organizações com o propósito de atingir negócios específicos através da maximização da eficiência de cada recurso das empresas participantes. O relacionamento é baseado na confiança, dedicação a objetivos comuns, e um entendimento das expectativas individuais de cada um.

ABATIMENTO (ALLOWANCE)
Dedução do peso ou valor de produtos.

ABC - ACTIVITY BASED COSTING
veja CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES

ABC CLASSIFICATION
veja CLASSIFICAÇÃO ABC

ABERTO PARA COMPRA (OPEN-TO-BUY)
Técnica de controle usada na gestão de estoques em que as autorizações de compra são efetuadas sem existir compromisso com fornecedores específicos. Estas autorizações geralmente são revistas pela direção usando medidas como valor monetário e tempo.

ABERTO PARA RECEBIMENTO (OPEN-TO-RECEIVE)
Autorização para receber produtos como pedido de compra em aberto ou programa de fornecedor. Open-to-receive representa impacto a curto prazo no estoque e freqüentemente é monitorado como uma técnica de controle na gestão de estoques.

ACCOMPANIED TRANSPORT
veja TRANSPORTE ACOMPANHADO

ACCORDION ROLLER CONVEYOR
veja TRANSPORTADOR CONTÍNUO EXTENSÍVEL

ACCOUNTABLE AMOUNT
veja VALOR CONTÁBIL

ACCOUNTING PART
veja PARTE CONTÁBIL

ACCUMULATING
veja ACUMULAÇÃO

ACCUMULATION BIN
veja CAIXA DE ACUMULAÇÃO

ACCURACY
veja ACURACIDADE

ACESSIBILIDADE (ACCESSIBILITY)
Capacidade de um transportador prestar serviço entre uma origem e um destino

ACF - ATTAINABLE CUBIC FEET
veja ESPAÇO CÚBICO PERMITIDO

ACKNOWLEDGEMENT OF RECEIPT
veja CONFIRMAÇÃO DE RECEBIMENTO

ACOLCHOAMENTO (SHIELDING)
Resultado da aplicação de elementos protetores contra choques e vibrações.

ACONDICIONAMENTO (CONDITIONING)
Recipiente ou invólucro destinado a proteger e acomodar materiais e equipamentos.

ACORDO DE CO-FABRICANTE (CO-MAKER AGREEMENT)
Acordo feito entre o fornecedor/co-fabricante e o cliente pelo qual, além do objetivo e termo do acordo, traz anotações de longo prazo: tempos de entrega, confiabilidade de entrega, desempenho da qualidade/quantidade, procedimentos para efetuar redução no preço, cooperação no desenvolvimento de novos produtos, entre outros.

ACQUISITION PLANNING
veja PLANEJAMENTO DE AQUISIÇÃO

ACTION MESSAGE
veja MENSAGEM DE AÇÃO

ACTIVE INVENTORY
veja INVENTÁRIO ATIVO

ACTIVITY PLANNING
veja PLANEJAMENTO DE ATIVIDADES

ACUMULAÇÃO (ACCUMULATING)
Atividade de combinar estoques homogêneos de produtos ou materiais em grandes quantidades.

ACÚMULO DE PERDAS DE RENDIMENTO (CASCADING YIELD LOSS)
Condição em que ocorre perda de rendimento em múltiplas operações ou tarefas.

ACURACIDADE (ACCURACY)
Grau de ausência de erro ou grau de conformidade com o padrão. Acuracidade é diferente de precisão. Por exemplo, um código de quatro dígitos é menos preciso do que um código de seis dígitos. Entretanto, um código de quatro dígitos adequadamente computado pode apresentar maior acuracidade do que um código de seis dígitos inadequadamente computado.

ACURACIDADE DE REGISTROS (RECORD ACCURACY)
Conformidade dos dados de registro com os dados físicos. Por exemplo, em um sistema de controle de estoque, lista de materiais, lista de funcionários; e outras.

AD VALOREM
Proporcionalmente ao valor: uma frase aplicada a certas tarifas de frete ou alfandegárias cobradas sobre produtos como porcentagem do seu valor.

ADIAMENTO
veja POSTPONEMENT

ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS (MATERIALS MANAGEMENT)
Agrupamento de funções gerenciais que apoiam todo o ciclo do fluxo de materiais de aquisição e controle interno de materiais de produção ao planejamento e controle de material em processo para o armazém, expedição e distribuição do produto acabado.

ADMINISTRAÇÃO POR FUNÇÕES (FUNCTION MANAGEMENT)
A administração por funções agrupa cargos pelas habilidades necessárias ao desenvolvimento das atividades e pelo desejo de controlar e minimizar riscos.

ADMINISTRAÇÃO POR PROCESSOS (PROCESS MANAGEMENT)
A administração por processos agrupa cargos em torno de um fluxo de atividades que visa atender às necessidades dos clientes.

ADR
veja TRANSPORTE DE ARTIGOS PERIGOSOS

ADVANCE ARRANGEMENT
veja CONTRATO PRÉVIO (CARGA AÉREA)

ADVANCE CHARGE
veja COBRANÇA ANTECIPADA (CARGA AÉREA)

ADVANCED SHIPMENT NOTIFICATION
veja NOTIFICAÇÃO ANTECIPADA DE EXPEDIÇÃO

AEROPORTO HUB (HUB AIRPORT)
Aeroporto que serve como ponto para início e conclusão de vôos de longa distância: vôos a áreas de custo maior são levados ao aeroporto hub para vôos com conexão/re-despacho.

AGENCY FEE
veja COMISSÃO DE AGÊNCIA (EM EXPEDIÇÃO)

AGENTI BROKER
veja AGENTE/INTERMEDIÁRIO

AGENTE DE EXPEDIÇÃO (SHIP AGENT)
Representante que facilita a chegada do navio, liberação, carga ou descarga, e pagamento de tarifas em um porto específico.

AGENTE DE PEDIDOS (ORDER CLERK)
Pessoa encarregada de ler e assegurar a acuracidade dos pedidos.

AGENTE DE TRANSPORTES (FORWARDER)
Parte que providencia o transporte de produtos incluindo serviços afins e/ou formalidades envolvidas em nome de um expedidor ou consignatário.

AGENTE INTERMEDIÁRIO (AGENT/BROKER)
Pessoa responsável pela negociação de contratos para compra e venda de produtos mediante uma comissão. Eles se encontram em quase todos os setores logísticos, desde a prestação de serviços de transporte tanto a nível nacional quanto internacional até a locação de equipamentos.

AGGREGATE FORECAST
veja PREVISÃO AGREGADA

AGGREGATION LEVEL
veja NÍVEL DE AGREGAÇÃO

AGGREGATION
veja AGREGAÇÃO

AGILIZAR (EXPEDITE)
Apressar ou acompanhar ordens de produção ou aquisição necessárias em um período menor do que o lead time normal; adotar ação extraordinária por causa de um aumento na prioridade relativa.

AGREGAÇÃO (AGGREGATION)
Combinar partes para formar conjuntos com base em determinado critério, o objetivo é possibilitar que estes conjuntos selam considerados um todo com relação a pontos específicos de consideração ou funções de planejamento. Estes conjuntos podem ser combinados para formar novos conjuntos.

AGRUPAMENTO (GROUPING)
Relacionamento de operações e realização conjunta das mesmas, seqüencialmente, aproveitando a mesma preparação.

AGVS - AUTOMATED GUIDED VEHICLE SYSTEM
Veja SISTEMA DE VEICULO GUIADO AUTOMATICAMENTE

AHEAD OF SCHEDULE
veja ANTES DA PROGRAMAÇÃO

AIR COMMUTER (COMUTADOR AÉREO)
Tipo de companhia aérea que geralmente serve cidades com mercados menos desenvolvidos com pequenas aeronaves.

AIR FREIGHT FORWARDER
veja EXPEDIDOR DE FRETE AÉREO

AIR WAYBILL
veja CONHECIMENTO DETRANSPORTE AEREO

AIS - AUTOMATED INFORMATION SYSTEM
veja SISTEMA AUTOMATIZADO DE INFORMAÇÕES

AISLE
veja CORREDOR

AJUSTE DE INVENTÁRIO (RECONCILING INVENTORY)
Comparar o estoque físico com o registro de estoque perpétuo e efetuar as correções necessárias.

ALGORITMO WAGNER-WHITIN (WAGNER-WHITIN ALGORITHM)
Técnica matematicamente complexa de dimensionamento de lote que avalia todas as formas possíveis de se efetuar um pedido para cobrir as exigências em cada período do horizonte de planejamento para chegar a uma estratégia ótima de pedido de todo o programa de necessidades.

ALLOWANCE
veja ABATIMENTO

ALL-TIME ORDER
veja PEDIDO FINAL

ALOCAÇÃO (ALLOCATION)
Divisão e/ou distribuição/designação de produtos, atividades, capacidade, custos e/ou recursos para unidades organizacionais como clientes, fornecedores, fábrica ou departamentos.

ALTERNATE FEEDSTOCK
veja ESTOQUE DE ABASTECIMENTO ALTERNATIVO

ALTERNATE OPERATION
veja OPERAÇÃO ALTERNATIVA

ALTERNATE ROUTING
veja ROTEIRO ALTERNATIVO

ALTURA INFERIOR GLOBAL (OVERALL LOWERED HEIGHT)
A máxima dimensão vertical entre o solo e o ponto mais alto do mastro da empilhadeira com os garfos abaixados sem carregamento.

ALTURA LIVRE DE ESTOCAGEM (WORKING WAREHOUSE)
É a distância medida a partir do chão até 30 cm ou mais acima da obstrução mais baixa. A altura livre de trabalho usualmente controlada para evitar que haja contato com a obstrução em uma área de estocagem e para manter um vão livre requerido pelas normas de segurança contra incêndio. É o mesmo que espaço livre.

ALTURA MÍNIMA LIVRE (MINIMUM UNDERCLEARANCE)
Dimensão vertical do ponto mais baixo do veiculo vazio ou carregado, até o nível de apoio do veículo.

AMPLIFICATION EFFECT
veja EFEITO DE AMPLIFICAÇÃO

ANÁLISE ABC
veja Classificação ABC

ANÁLISE DE FATOR COM PESO (WEIGHTED FACTOR ANALYSIS)
Tomada de decisão baseada em uma combinação de diversos fatores, tanto qualitativos quanto quantitativos. Primeiramente, faz-se a identificação dos fatores para, em seguida, estabelecer os pesos e classificar as opções.

ANÁLISE DE INPUT/OUTPUT (INPUT/OUTPUT ANALYSIS)
Análise das relações mútuas entre as variáveis decisivas para os processos de produção e distribuição em um centro de produção, distribuição, unidade industrial, setor e/ou empresa toda quanto a entrada e saída de produtos necessários para o processo.

ANÁLISE DE SUPORTE LOGÍSTICO (LOGISTICS SUPPORT ANALYSIS)
Processo interativo analítico, parte do processo de engenharia de sistemas, elaborado para identificar e avaliar o suporte logístico para um sistema: gerando considerações de suporte para influenciar o projeto; definindo as necessidades de suporte relacionadas à otimização do projeto e umas às outras; adquirindo suporte necessário; fornecendo suporte necessário durante a fase de operação.

ANÁLISE DO CICLO DE VIDA (LIFE CYCLE ANALYSIS)
Técnica quantitativa de previsão que se baseia na aplicação de padrões antigos dos dados de demanda de produtos similares para a nova família de produtos, cobrindo as fases de lançamento, crescimento, maturidade, saturação e declive.

ANÁLISE DO FLUXO DE MATERIAIS (MATERIAL FLOW ANALYSIS)
Utilização dos dados coletados para se fazer o cálculo do fluxo de materiais entre cada unidade de processamento.

ANÁLISE DOS GERADORES DE CUSTOS (COST DRIVER ANALYSIS)
Exame, quantificação e discussão dos efeitos dos geradores de custos. A administração emprega, com frequência, os resultados da análise dos geradores de custos em programas de melhoria continua, para auxiliar na redução do tempo de processamento, aprimorar a qualidade e reduzir custos.

ANCORADOURO (BERTH)
Local em um porto em que uma embarcação pode ser atracada, frequentemente indicado por um código ou nome.

ANSI X12
Um conjunto de normas promulgadas pelo American National Standards Institute para uso na formatação e manuseio de documentos relacionados a compra transmitidos via EDI.

ANTECIPAÇÃO DE EXPEDIÇÃO (FORWARDING)
Ação de cuidar do envio remessas e consolidar informações relacionadas a estas remessas e seu transporte e, em caso de transporte internacional, informar qual o órgão nacional para controle de exportações e importações.

ANTES DA PROGRAMAÇÃO (AHEAD OF SCHEDULE)
Situação na qual, em determinado ponto, já se concluiu mais, ou em que uma atividade foi concluída antes do planejado.

ANTICIPATED DELAY REPORT
veja INFORME DE ATRASO PREVISTO

ANTICIPATION INVENTORY
veja ESTOQUE DE ANTECIPAÇÃO

ANTROPOMETRIA (ANTHROPOMETRY)
O estudo das dimensões, pesos e resistências dos segmentos do corpo humano.

APD - ADITIONAL PRODUCT DOCUMENTATION
veja DOCUMENTAÇÃO ADICIONAL DE PRODUTO

APPLICATION IDENTIFIER
veja IDENTIFICADOR DE APLICAÇÃO

APS - ADVANCED PLANNING SYSTEM
veja PLANEJAMENTO E PROGRAMAÇÃO AVANÇADA

ÁREA DE QUEBRA (BREAK-OUT AREA)
Uma área interna ao armazém na qual a desembalagem de caixas ocorre de modo que a mercadoria possa ser distribuída a suas localidades apropriadas de estocagem.

ARMAZÉM (WAREHOUSE)
Local destinado à guarda temporária de materiais.

ARMAZÉM / DEPÓSITO (DEPOT WAREHOUSE)
Um armazém destinado à consolidação e distribuição de frete por ferrovia. Qualquer armazém localizado próximo ao terminal de transporte.

ARMAZÉM ALFANDEGADO (BONDED WAREHOUSING)
Um tipo de armazenagem na qual as companhias colocam os produtos no armazém sem a necessidade de pagar taxas ou tarifas aduaneiras. Local reservado para armazenagem e custódia de mercadorias importadas que estão sujeitas às taxas alfandegárias, até que elas sejam quitadas os produtos devem ficar retidos ou serem enviados para o pais de origem.

ARMAZÉM CONTROLADO (CAGED STORAGE)
Uma área dentro da fábrica ou do armazém o qual possui itens sujeitos a furtos, deve se tomar medidas de segurança como por exemplo divisórias ou outros tipos de enclausuradores

ARMAZÉM DE DADOS (DATA WAREHOUSE)
Dados coletados eletronicamente, especificamente para a análise dos negócios. Primeiramente envolve a avaliação das informações da variável que queremos analisar.

ARMAZÉM GERAL OU PÚBLICO (PUBLIC WAREHOUSE)
Armazém operado por terceiro que presta serviços a clientes do mercado

ARMAZÉM INTERMEDIÁRIO (INTERMEDIATELY POSITIONED WAREHOUSE)
Armazém localizado entre fábricas e clientes para prestar melhor atendimento ao cliente e reduzir o custo de distribuição

ARMAZÉM PRIVADO (PRIVATE WAREHOUSE)
Armazém operado por uma empresa para seus próprios produtos.

ARMAZENAGEM (WAREHOUSING)
É a denominação genérica e ampla que inclui todas as atividades em um local destinado à guarda temporária e à distribuição de materiais (depósitos, almoxarifados, centros de distribuição e outras)

ARRANJO FÍSICO (LAYOUT)
É a arte e a ciência de se converter os elementos complexos e inter-relacionados da organização da manufatura e instalações físicas em uma estrutura capaz de atingir os objetivos da empresa.

ARRENDADOR (LESSOR)
Parte que concede a propriedade de um bem sob acordo de leasing.

ARTIGO COMPOSTO (PARENT ITEM)
Produto constante em uma lista de peças que é composto por todos os itens constantes nos subcomponentes.

ÁRVORE DE PRODUTOS (PRODUCT TREE)
Estrutura que mostra os níveis relevantes de agregação de determinada categoria de tipos de produtos.

ASIRS - AUTOMATED STORAGE/RETRIEVAL SYSTEM
veja SISTEMA DE ESTOCAGEM / RECUPERAÇÃO AUTOMÁTICA

ASA (WING)
Parte do convés que se projeta além dos dormentes (vigas mestre), projetada para elevação por meio de guindaste.

ASN
veja ADVANCED SHIPMENT NOTIFICATION

ASP - PROVEDOR DE SERVIÇOS E APLICAÇÕES (APPLICATION SERVICE PROVIDER - ASP)
É uma empresa que oferece a infra-estrutura. os programas e até o gerenciamento de operações B2B para organizações que não querem fazer investimento próprio nessa área - e, para isso, pagam uma taxa mensal ao ASP.

ASSEMBLE TO ORDER
veja MONTAGEM SOB ENCOMENDA

ASSOCIACÃO INTERNACIONAL DE TRANSPORTE AÉREO (INTERNATIONAL AIR TRANSPORT ASSOCIATION - IATA)
Organização internacional de companhias aéreas, fundada em 1945, com o objetivo de promover o tráfego aéreo comercial. Feito através da cooperação entre partes envolvidas e o cumprimento de certas regras, procedimentos e pagamento de tarifas relacionadas a carga e passageiros.

ASSORTING
veja CLASSIFICAÇÃO

ATACADISTA (WHOLESALER)
Intermediário entre fabricantes e varejistas em várias atividades como promoção, armazenagem e programação de transporte e distribuição tísica.

ATIVIDADE DE VALOR AGREGADO (VALUE-ADDED ACTIVITY)
Uma atividade que contribui para adicionar valor ao cliente ou satisfazer uma necessidade organizacional. O valor agregado reflete uma crença de que a atividade não pode ser eliminada sem uma redução de quantidades, da capacidade de reação ou da qualidade dos resultados desejados pelos clientes ou pela organização.

ATIVIDADE QUE NÃO AGREGA VALOR (NON-VALUE-ADDED ACTIVITY)
Uma atividade que é considerada como não contrìbuidora para o processo de adicionar valor ao cliente ou para as necessidades organizacionais. A designação "que não adiciona valor" reflete uma crença de que a atividade pode ser reestruturada. reduzida ou eliminada, sem a correspondente redução das quantidades, da capacidade de reação, da qualidade dos resultados desejados pelos clientes ou pela organização.

ATIVIDADES DE APOIO (SUPPORT ACTIVITIES)
Atividades internas do negócio que capacitam as atividades estratégicas do negocio, mas que são permanentes ou não diretamente relacionadas a metas especificas.

ATP - AVAILABLE-TO-PROMISE
veja DISPONÍVEL PARA PROMESSA

AUTORIDADE PORTUÁRIA (PORT AUTHORITY)
Entidade de direito público responsável pela administração, gestão e exploração do porto e que, para além disso, exerce o controle dos serviços portuários. Tem personalidade jurídica e património próprios e dispõe de plenos poderes para agir no sentido de cumprir os seus objetivos, segundo o princípio geral de autonomia de gestão.

AVERAGE INVENTORY
veja INVENTÁRIO MÉDIO

AVIÃO MISTO (EM TRANSPORTE AÉREO) (COMBI)
Uma aeronave que transporta passageiros e carga.

AWB
veja CONHECIMENTO DE TRANSPORTE AÉREO

Fonte autorizada:
Sindiex - Sindicato do Comércio de Exportação e Importação do Estado do Espírito Santo