GLOSSÁRIO LOGÍSTICO (I)

| A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z |

IATA
veja ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE TRANSPORTE AÉREO

IBC - INTERMEDIATE BULK CONTAINER
veja CONTENEDORES INTERMEDIÁRIOS PARA GRANÉIS

IBSP - INTERNET BUSINESS SERVICE PROVIDERS
veja PROVEDORES DE SERVIÇO DE NEGÓCIOS DA INTERNET

IDENTIFICADOR DE APLICAÇÃO (APPLICATION IDENTIFIER)
Um prefixo numérico para um código UCC/EAN-18 que define um dado codificado. Eles são geralmente usados como códigos secundários para fornecer a informação que não foi incluída na numeração UPC padrão, tais como data do produto, peso do lote e número da remessa. Isto também pode identificar o código serial UCC do contenedor de transporte.

ILN - INTERNATIONAL LOCATION NUMBER
veja NÚMERO DE LOCALIZAÇÃO INTERNACIONAL

ILS - INTEGRATED LOGISTIC SUPPORT
veja SUPORTE LOGÍSTICO INTEGRADO

INACTIVE INVENTORY
veja ESTOQUE INATIVO

INBOUND LOGISTICS
veja LOGÍSTICA DE SUPRIMENTOS

INBOUND STOCK POINT
veja PONTO DE ESTOQUE INTERNO

INCENTIVE RATE
veja TAXA DE INCENTIVO

INCOMING INSPECTION
veja INSPEÇÃO DE RECEBIMENTO

INCOTERMS
Os Incoterms desenvolvidos pela Câmara Internacional de Comércio, são regras internacionais, uniformes e imparciais, que constituem 13 formas acabadas de realizar uma transação internacional e que, quando agregadas a um contrato internacional de venda, passam a ter força legal, com significado jurídico preciso.

INDEPENDENT DEMAND
veja DEMANDA INDEPENDENTE

ÍNDICE DE CRITICIDADE (CRITICAL RATIO)
Regra de expedição que calcula uma relação de prioridade dividindo o tempo até o prazo pelo tempo esperado para conclusão do trabalho. Relações abaixo de 1 representam atraso, acima de 1 representam adiantamento e 1, conforme o programado.

ÍNDICE DE PRODUÇÃO (PRODUCTION RATE)
Ritmo de produção normalmente expressa em unidades, hora ou outra medida, por unidade de tempo, pode ser, por hora, turno, dia, semana, e outros.

INDICE DE VALOR AGREGADO (VALUE-ADDED RATIO)
É o tempo utilizado diretamente nas atividades de desenvolvimento, produção, converter e liberar os produtos para os clientes. O objetivo é agregar valor o tempo todo dentro de uma cadeia de abastecimento. Medido através da divisão do tempo de valor agregado de todo o sistema pelo leadtime do fornecimento atual total. O alvo que se deve atingir é uma taxa de valor agregado igual a 1.

ÍNDICE DE TEMPO DE ESPERA (QUEUE RATIO)
Fila originalmente programada entre o inicio da operação considerada e o prazo programado, dividido pelas horas restantes do tempo de atraso para uma tarefa.

ÍNDICES DE REFERÊNCIAS (BENCHMARK)
Conjunto de índices utilizados para estabelecer metas de melhorias nos processos, produtos, e outros. Os índices de referências geralmente provém de outras empresas, as quais foram reconhecidas pelos seus êxitos e que poderiam ser classificadas como sendo as melhores de sua categoria.

INDUSTRIAL CONDOMINNIUM
veja CONDOMÍNIO INDUSTRIAL

INFINITE LOADING
veja CARREGAMENTO INFINITO

INFORMAÇÕES (INFORMATION)
Conhecimentos úteis obtidos através dos dados relativos a um objeto, situação ou problema.

INFORMAÇÕES PRÉ-EXPEDIÇÃO (PRE-SHIPPING INFORMATION)
Informação de um fornecedor para seu cliente com relação, por exemplo, a data de expedição, método de expedição e número de fatura, e outros, de produtos antes de realmente serem expedidos.

INFORME DE ATRASO PREVISTO (ANTICIPATED DELAY REPORT)
Informe, normalmente emitido por manufatura e por compras à função de planejamento de materiais, com referência a ordens de compra ou tarefas que não serão concluídas a tempo, porque não e quando serão concluídas. Este é um ingrediente essencial do sistema. Normalmente o informe é manuscrito.

INFORME DE DANOS, FALTAS OU EXCEDENTES (OVER SHORT AND DAMAGE)
Discrepância entre o frete entregue e o frete apresentado pelo conhecimento de embarque. Item não incluso na lista é considerado "over" (excedente), item que falta é considerado "short" (faltante) e item "damaged" (danificado). Os agentes de frete arquivam regulamente registros de OS&D que documentam tais discrepâncias.

INFORME DE EXPEDIÇÃO (SHIPMENT NOTICE)
Informação de um fornecedor para seu cliente com relação a por exemplo, data de expedição, método de expedição, número da fatura, e outras.

INLAND WATERWAYS BILL OF LOADING
veja CONHECIMENTO DE EMBARQUE PARA VIA DE NAVEGAÇÃO INTERNA

INPUT/OUTPUT ANALYSIS
veja ANÁLISE DE ENTRADA E SAÍDA

INPUT/OUTPUT CONTROL
veja CONTROLE DE ENTRADA/SAÍDA

INSPEÇÃO DE LOTES (SKIP-LOT INSPECTION)
Inspeção de lotes salteados recebidos de fornecedores na totalidade dos itens constantes na folha de especificação da Qualidade.

INSPEÇÃO DE RECEBIMENTO (INCOMING INSPECTION)
Inspeção de produtos recebidos quanto a quantidade, conforme o pedido que acompanha os produtos e qualidade, conforme especificações.

INSPEÇÃO POR AMOSTRAGEM (SAMPLING INSPECTION)
Inspeção que se executa sobre uma fração (amostra) representativa da população, inferindo-se, com bases estatísticas, as características da qualidade de toda a população.

INSTALAÇÃO DE ROLAMENTO (DRIVEWAY INSTALLATION)
Rampa localizada na plataforma externa da doca, usada para elevar e abaixar uma carroceria (ou reboque) de modo que sua base fique no nível cio piso da doca.

INTEGRAÇÃO REVERSA (BACKWARD INTEGRATION)
Processo de comprar ou devolver elementos do ciclo de produção e canal de distribuição a fornecedores de matéria-prima.

INTEGRATED LOGISTICS
veja LOGÍSTICA INTEGRADA

INTEGRATED SUPPLY
veja ABASTECIMENTO INTEGRADO

INTERCÂMBIO DE DADOS LOGISTICOS (LOGISTICS DATA INTERCHANGE - LDI)
Um sistema informatizado que transmite informações logísticas eletronicamente.

INTERCÂMBIO ELETRÔNICO DE DADOS (ELETRONIC DATA INTERCHANGE - EDI)
O Intercâmbio Eletrónico de Dados é a troca de documentos padronizados entre parceiros de uma cadeia de abastecimento ou entre unidades fisicamente separadas de uma mesma empresa. Associado ao uso do código de barras, às leitoras óticas e a sistemas de informação, constitui a base sobre a qual são implantadas as ferramentas que viabilizam o ECR.

INTERCÂMBIO ELETRÔNICO DE DADOS PARA ADMINISTRAÇÃO, COMÉRCIO E TRANSPORTE (ELECTRONIC DATA INTERCHANGE FOR ADMINISTRATION, COMMERCE AND TRANSPORT-EDIFACT)
Regras de sintaxe em nível de aplicação ISO para estruturação de dados de usuário e dados de serviços associados na troca de mensagens em um ambiente aberto.

INTERMEDIATE STOCK
veja ESTOQUE INTERMEDIÁRIO

INTERMEDIATELY POSITIONED WAREHOUSE
veja ARMAZÉM INTERMEDIÁRIO

INTERMODAL
Sistema integral de transporte de mercadorias agrupadas em unidades de carga que utiliza mais que um meio de transporte (marítimo, ferroviário, rodoviário ou aéreo) entre o ponto de origem e o ponto de destino.

INTERMODALIDADE (INTERMODALITY)
Sistema pelo qual as mercadorias são transportadas por dois ou mais modos, por diferentes operadores, que são responsáveis, cada qual pelo seu trecho de transporte.

INTERNAL FAILURE COST
veja CUSTO INTERNO DE FALHA

INTERNATIONAL FREIGHT FORWARDER
veja EXPEDIDOR DE FRETE INTERNACIONAL

INTERPLANT TRANSFER
veja TRANSFERÊNCIA INTERFÁBRICAS

INTRANET
Uma implementação interna e privada da Internet usando tecnologias de grupo para compartilhar dados, informação e conhecimento dentro de uma organização.

INTRANSIT STORE
veja ESTOQUE EM TRÂNSITO

INTRINSIC FORECAST
veja PREVISÃO INTRÍNSECA

INVENTÁRIO (INVENTORY)
Estoques ou itens que dão suporte à produção (matéria-prima e itens de material em processo), atividades de apoio (manutenção e reparo) e atendimento ao cliente (produtos acabados e sobressalentes). É uma medida utilizada para gerenciar uma empresa TOC. Ela é definida por Eli Goldratt como: `Todo o capital que o sistema investe na aquisição de coisas que o sistema pretende vender".

INVENTÁRIO ADMINISTRADO PELO FORNCEDOR (VENDOR MANAGED INVENTORY - VMI)
Sistema de parceria em que o fornecedor, por iniciativa própria, repõe de forma continua os estoques do cliente, com base em informações de estoque, obtidas via Internet ou por outros meios. Estratégia que permite que o fornecedor veja a disponibilidade de seu produto no cliente, eletronicamente.

INVENTÁRIO ATIVO (ACTIVE INVENTORY)
Estoque que abrange matéria-prima, material em processo, produtos acabados, que serão usados ou medidos durante um período especifico.

INVENTÁRIO DE HABILIDADES (SKILLS INVENTORIES)
Arquivo organizado de informações sobre as habilidades de cada funcionário, capacidades, conhecimento e experiência, geralmente mantido pelo departamento pessoal.

INVENTÁRIO DE PAREDE A PAREDE (WALL-TO-WALL INVENTORY)
Contagem total de inventário físico que inclui tudo no armazém ou fábrica.

INVENTÁRIO EXCEDENTE (EXCESS INVENTORY)
Qualquer estoque no sistema que exceda a quantia mínima necessária para atingir o resultado desejado ou que exceda a quantia mínima necessária para atingir o desempenho desejado no prazo.

INVENTÁRIO FINAL (ENDING INVENTORY)
Declaração das quantidades disponíveis ou valor monetário de uma SKU no final de um período, geralmente determinado por um estoque físico.

INVENTÁRIO FISICO (PHYSICAL INVENTORY)
A quantidade de produtos em estoque que é separada-mente identificável em um local especifico (armazém, estoque ou outro local de estocagem) expresso em termos quantitativos e/ou financeiros.

INVENTÁRIO MÉDIO (AVERAGE INVENTORY)
Calcula-se como sendo a metade do tamanho do lote mais o estoque de segurança, quando se espera que a demanda e o tamanho do lote seJa relativamente uniforme no tempo. Historicamente. a média pode ser calculada como sendo a média de diferentes observações do inventário tomadas durante vários períodos históricos de tempo. Exemplo: Pode-se falar na média dos inventários ao finalizar cada período. Quando a demanda e o tamanho dos lotes não são uniformes, pode-se representar graficamente o nivel de estoque frente ao tempo para se falar na média.

INVENTÁRIO PERPÉTUO (PERPETUAL INVENTORY)
Sistema de registro de estoques em que cada transação é registrada e efetua-se o cômputo do novo saldo.

INVENTORY COST
veja CUSTO DE INVENTÁRIO

INVENTORY MANAGEMENT
veja GESTÃO DE INVENTÁRIO

INVENTORY POLICY
veja POLÍTICA DE INVENTÁRIO

INVENTORY SHRINKAGE
veja PERDAS DE ESTOQUE

INVENTORY TURNS
veja GIRO DE INVENTÁRIO

INVENTORY VALUATION
veja VALORIZAÇÃO DO ESTOQUE

INVENTORY WRITEOFF
veja DEPRECIAÇÃO DE ESTOQUE

INVESTIMENTO EM ESTOQUE (STOCK INVESTMENT)
Quantia em dinheiro imobilizado em todos os níveis de estoque.

ISENTO NO EMBARQUE E NO DESEMBARQUE DE TAXAS (FREE IN AND OUT - FIO)
Condição de transporte que significa que as despesas de embarque são do exportador e as de desembarque do importador, nada cabendo ao armador.

IT - INFORMATION TECNOLOGY
veja TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

ITEM NUMBER
veja NUMERO DO ITEM

ITENS DE MOVIMENTAÇÃO LENTA (SLOW-MOVING ITEMS)
Itens em estoque que apresentam baixa rotatividade, ou seja, itens em estoque com um índice relativamente baixo de uso se comparado à quantia normal de estoque mantido.

ITU
veja UNIDADE DE TRANSPORTE INTERMODAL

 

Fonte autorizada:
Sindiex - Sindicato do Comércio de Exportação e Importação do Estado do Espírito Santo