GLOSSÁRIO LOGÍSTICO (N)

| A | B | C | D | E | F | G | H | I | J | K | L | M | N | O | P | Q | R | S | T | U | V | W | X | Y | Z |

NAVIO DE CARREGAMENTO VERTICAL (LIFT-ON LIFT OFF VESSEL - LOLO)
Embarcação da qual as operações de carga e descarga são realizadas por guindastes.

NAVIOS DE ABASTECIMENTO (FEEDER SHIP)
Navios usados para servir portos alimentadores de um porto hub servido por navios-base.

NAWB - NEUTRAL AIA WAYBILL
veja CONHECIMENTO DE TRANSPORTE AÉREO NEUTRO

NECESSIDADE BRUTA (GROSS REQUIREMENT)
Necessidades totais de materiais para o processo de produção que consiste das necessidades nominais e necessidades adicionais.

NECESSIDADE FINAL (ALL-TIME REQUIREMENT)
A necessidade total de determinado produto esperado no futuro. Nota: Usado para produtos na última fase do ciclo de vida, quando a produção está (quase) encerrada.

NECESSIDADE LÍQUIDA (NET REQUIREMENTS)
Necessidade bruta menos estoque disponível e recebimentos programados. A necessidade líquida ainda deve ser corrigida conforme tamanho de lote e lead time.

NECESSIDADES FIXAS POR PERÍODO (FIXED PERIOD REQUIREMENTS)
Técnica de dimensionamento de lote que determina a quantidade de pedido conforme a demanda por uma série de períodos.

NECESSIDADES RELACIONADAS (PEGGED REQUIREMENT)
Instruções dadas por um vendedor para um banco com eleito do comprador poder coletar os documentos necessários para obter a entrega dos produtos somente mediante pagamento da fatura.

NEGATIVE PICKING
veja SEPARAÇÃO NEGATIVA

NEGÓCIO ELETRÔNICO (E-BUSINESS)
E a estratégia de inserção da empresa na Internet com o objetivo de automatizar suas atividades em várias áreas, como as comunicações internas e externas, a transmissão de dados, os controles internos, o treinamento de pessoal e os contatos com fornecedores e clientes. Termo que é mais frequentemente aplicado aos negócios resultantes do uso da tecnologia digital e da Internet como principal meio de comunicação e interação.

NET CHANGE MRP
veja MUDANÇA MRP EM REDE

NET REQUIREMENTS
veja NECESSIDADE LÍQUIDA

NEXT HIGHER ASSEMBLY
veja MONTAGEM IMEDIATAMENTE SUPERIOR

NÍVEL DE AGREGAÇÃO (AGGREGATION LEVEL)
Nível até o qual ocorre ou deve ocorrer agregação.

NÍVEL DE ESTOQUE DESEJADO (TARGET INVENTQRY LEVEL)
Em um sistema de estoque min-máx, o equivalente ao máximo. O estoque almejado é igual ao ponto de pedido mais uma quantidade variável de pedido. Geralmente chamada nível de estoque order-up-to (nível máximo) e usada em um sistema de revisão periódica.

NÍVEL DE FABRICAÇÃO (FABRICATION LEVEL)
Nível mais baixo de produção no sistema MRPII. Os únicos artigos a este nível são os componentes (em distinção dos conjuntos e subconjuntos). Estes componentes podem ser comprados em fontes externas, ou serem fabricados dentro da organização.

NÍVEL DE PLANEJAMENTO (PLANNING LEVEL)
Nível ao qual o planejamento refere-se na hierarquia de planejamento: estratégia (plano organizacional), política (plano mestre) e controle (programa mestre de produção). Os planos de um nível especifico de planejamento têm alguns aspectos em comum: nível de agregação, horizonte (ex. 2 anos), período de planejamento.

NÍVEL DE SERVIÇO AO CLIENTE (CUSTOMER SERVICE LEVEL)
Medida de desempenho da entrega geralmente em forma de porcentagem. Em uma empresa que produz contra previsão, este percentual geralmente representa o número de itens constantes no pedido do cliente durante determinado período, que pode ser atendido pelo estoque. Em uma empresa que fabrica mediante pedido, geralmente trata-se de uma comparação feita entre o número de itens expedidos em determinado período de tempo e o número de itens que deveriam ter sido expedidos naquele mesmo período.

NÍVEL MÁXIMO (ORDER-UP-TO LEVEL)
Em um sistema de estoque min-máx, o equivalente ao máximo. O estoque alvo é igual ao ponto de pedido mais uma quantidade variável de pedido.

NIVEL ÚNICO ONDE USADO (SINGLE-LEVEL WHERE-USEI))
Para um componente lista cada item em que aquele componente é usado diretamente e em que quantidade. Estas informações geralmente são disponibilizadas através da técnica conhecida como implosão.

NIVELAMENTO DA PRODUÇÃO (PRODUCTION SMOOTHING )
Termo usado para descrever as tentativas de nivelar a produção.

NIVELAMENTO DE PEDIDOS (SECOND-ORDER SMOOTHING)
Método de nivelamento exponencial para situações de tendências que emprega duas médias previamente computadas, os valores nivelados de modo Individual ou conjugado, para extrapolar no futuro.

(NODE)
Ponto fixo no sistema logístico de uma empresa em que os produtos ficam em espera; inclui fábricas, armazéns, fontes de abastecimento, e outros.

NOMENCLATURA COMBINADA (COMBINED NOMENCLATURE)
Nomenclatura de produtos estabelecida pelo conselho das Comunidades Européias para atender as exigências das tarifas alfandegárias e de estatísticas comerciais externas da Comunidade Européia.

NOMINAL CAPACITY
veja CAPACIDADE NOMINAL

NON-VALUE-ADDED ACTIVITY
veja ATIVIDADE QUE NÃO AGREGA VALOR

NORMA (STANDARD)
Especificação técnica ou outro documento de domínio público, preparado com a colaboração e consenso ou aprovação de todas a partes interessadas. baseados em resultados conjugados da ciência, da tecnologia e da experiência, visando a otimização de benefícios para a comunidade no seu conjunto e aprovado por um organismo para tal juridicamente qualificado a nível nacional, regional ou internacional. Nota:
Uma especificação que corresponda a todas as condições indicadas nesta definição pode, por vezes, ser designada por outro termo, por exemplo, "recomendação".
Em certos Idiomas, a palavra "norma" é frequentemente utilizada em sentido que difere do expresso nessa definição e, nesse caso, refere-se a uma especificação técnica que não satisfaz a todas as condições indicadas, por exemplo, "normas de empresa".

NOTA DE ENTREGA (DELIVERY RECEIPT)
Cópia da nota de frete assinada e datada pelo destinatário. Indica que o transportador realizou o serviço especificado no conhecimento de embarque e que portanto, está legalmente autorizado a pagar os custos de transporte. A nota de entrega e os produtos são deixados com os entregadores para que eles possam comparar os produtos. Os transportadores às vezes enviam a nota de entrega por correio previamente à entrega dos produtos, Na prática. a nota de entrega pode ser uma duplicata da nota de consignação.

NOTA DE RECEBIMENTO DE PEDIDO (ORDER ACKNOWLEDGEMENT)
Notificação de um fornecedor para um cliente que recebeu o pedido.

NOTIFICAÇÃO ANTECIPADA DE EXPEDIÇÃO (ADVANCED SHIPMENT NOTIFICATION)
Informe antecipado aos clientes alertando quando os produtos deverão chegar.

NOTIFICAÇÃO ELETRONICA DE EMBARQUE (TENDERING LOAD NOTIFICATION)
A notificação entre os transportadores e os carregadores é feita utilizando-se um intercambiamento de dados eletrônicos.

NUMERAÇÃO EUROPÉIA DE ARTIGOS (EUROPEAN ARTICLE NUMBERING - EAN)
Código para identificar produtos em supermercado e similares. Nota: O código foi elaborado pela European Arficle Number Association em Bruxelas que representa a Nalional EAN Associalions nos países integrantes.

NÚMERO DE LOCALIZAÇÃO INTERNACIONAL (INTERNATIONAL LOCATION NUMBER - ILN)
Identificação de um endereço logístico e identificação dos produtos através do EAN.

NÚMERO DO ITEM (ITEM NUMBER)
Numero que serve para identificar individualmente cada item.


 

Fonte autorizada:
Sindiex - Sindicato do Comércio de Exportação e Importação do Estado do Espírito Santo