Comex

O que é Market Intelligence e como pode ajudar no comércio exterior?

Alex Cardoso
February 5, 2020

O que é Market Intelligence e como pode ajudar no comércio exterior?

Ao contrário de Business Intelligence, Market Intelligence está mais orientado para o mercado. É uma forma de trabalho baseada na filosofia de que é preciso ter um profundo conhecimento do mercado, através de dados relevantes e da transformação desses dados em conhecimento.

Trata-se de estar a par das movimentações dos concorrentes e acompanhar de maneira mais efetiva as operações do próprio negócio. Com a chegada das ferramentas e soluções tecnológicas, a prática de Market Intelligence aprimorou-se e agora pode contribuir mais satisfatoriamente para o aperfeiçoamento de modelos de negócio e para que sejam feitas projeções mais realistas.

Compreender o que é Market Intelligence é perceber que existe uma maneira mais segura de tomar decisões com base em fatos. Desenvolver inteligência para decidir se o negócio deve ou não se envolver em âmbito global é tarefa possível pelas vias do Market Intelligence. Descubra como a aplicação do conceito pode ajudar no comércio exterior.

Market Intelligence: estratégia clara para atuar no comércio internacional

Mais do que ter acesso a dados, é preciso ter conhecimento de mercado externo. Por mais que alguns profissionais sejam atuantes há anos e possuam vasta experiência, os dados são um meio mais coerente para que de desenvolva conhecimento sobre esse tipo de mercado.

Filtragem e análises de dados relevantes podem gerar as convicções necessárias para orientar as operações da empresa. Quando informações e dados começam a fazer sentido, as decisões passam a ser mais assertivas e as chances de acerto são maiores.

É preciso conseguir respostas pontuais sobre clientes, concorrência, clientes em potencial e, a partir disso, estabelecer metas. Os objetivos do negócio no comercio exterior devem estar claros antes de serem feitas as devidas escolhas. São os objetivos que vão direcionar as decisões da empresa. A inteligência entra quando é necessário determinar quais caminhos serão seguidos para que se atinjam os objetivos. Cumpridas essas etapas, a estratégia vai estar mais sólida e os riscos para o negócio serão minimizados.

Contextualizar e cruzar informações para ter significado

Em tempos de Big Data, apenas ter dados brutos ao alcance não é suficiente. O diferencial está em selecionar, contextualizar, cruzar, confrontar a informação de maneira que seja transformada em conhecimento para apoiar a estratégia da empresa.

O risco na tomada de decisão é reduzido quando a empresa tem sabedoria suficiente para respaldar as ações que pretende por em prática no mercado exterior.

É poder avaliar clientes por grupo, classe, com informações adicionais como dados demográficos e geográficos. Ao mesmo tempo, saber em que passo está a concorrência e não perder de vista que o negócio deva ser todo orientado para servir o cliente.

Usar informações de múltiplas fontes é o melhor. A variedade de fontes ajuda a compor uma visão mais ampla do posicionamento da empresa no mercado, esclarecendo quem são seus clientes, quais principais problemas têm enfrentando, ou que poderá vir a ter, quem é e como se comporta a concorrência, além de trazer perspectivas sobre surgimento de novos produtos e serviços.

Orientações comuns a todas as empresas

Embora cada negócio possua característica próprias, que variam conforme a oferta e o segmento de atuação, existem orientações comuns que podem ser consideradas por qualquer empresa que deseje atuar dentro do conceito de Market Intelligence.

É importante, por exemplo, descobrir o que influencia o ambiente político, jurídico e empresarial de um mercado. Essa iniciativa permite avaliar melhor em que condições a empresa atua, ou pretende atuar, bem como visualizar mais claramente os riscos envolvidos.

Compreender qual é a infraestrutura do mercado é outro ponto. Assim, a empresa passa a ter conhecimento sobre os custos com a distribuição de um produto e pode organizar-se financeiramente para lidar com isso.

Entender de que tamanho é o mercado, quais tendências de consumo o compõem e qual a dinâmica de funcionamento dele são também informações valiosas, independente do tipo de negócio.

Gestão eficiente da informação

Saber o que fazer com o grande volume de dados disponível hoje em dia e como tirar proveito disso para aprimorar modelos de negócios é o novo paradigma. Gerir com eficiência os dados, trabalhar usando a informação como base é uma estratégia efetivamente mais segura para as empresas.

Adotar ferramentas para viabilizar análises e trabalhar a informação é uma alternativa eficaz e que tem se difundido rapidamente, inclusive quando se trata de Business Intelligence. O ponto deve ser gerar insights para o negócio, tendo em mente que Market Intelligence trata-se de estabelecer metas e planejar ações apoiadas em dados que gerem um conhecimento aprofundado sobre o mercado.

Ainda tem dúvidas ou quer saber mais sobre conceitos como Market Intelligence? Acompanhe nossos posts, assinando nosso feed e recebendo notícias do blog!